Sua portaria está realmente segura?

Portaria! Adotar medidas de segurança para evitar invasões de bandidos é uma prática muito importante para prédios residenciais ou comerciais.

A portaria funciona como o front de uma batalha – é entrada para visitantes, entregadores de correspondências e refeições, entre outros, mas também pode ser o caminho para furtos, roubos e outras atividades criminosas. Assim, trata-se de um local bastante vulnerável e que pode ameaçar a segurança de toda a instalação predial.

A sua portaria está realmente segura ou onde está a falha da segurança?

As portarias são locais delicados para a infraestrutura de segurança instalada em patrimônios. Isso acontece porque, nesses locais, é que haverá o contato mais próximo ao ambiente externo – desprotegido. Nesse sentido, ainda que os edifícios possuam sistemas de monitoramento, devem ser tomados alguns cuidados a fim de melhorar portaria de condomínios e ter mais segurança.

O condomínio precisa ter normas específicas de segurança e os porteiros devem ser treinados para segui-las. Por exemplo, nunca devem liberar a entrada de alguém na portaria sem antes um dos moradores autorizar. Também não devem permitir que entregadores entrem e subam no prédio. O mesmo vale para veículos.

É preciso identificar o carro e quem está dentro do veículo. Isso serve para evitar que um carro furtado seja usado para entrar no condomínio, por exemplo. Para isso, treinamento contínuo é essencial. Você pode tanto contratar o porteiro e dar o treinamento a ele ou contratar uma empresa terceirizada que já encaminhe para o trabalho profissionais treinados e capacitados.

Moradores, síndicos e funcionários devem estar sempre atentos e comprometidos para fazer dos condomínios lugares realmente seguros.

Todo o esquema preventivo começa no controle de acesso. Pesquisas apontam que a portaria é o ponto mais vulnerável dos condomínios. É por ali que entram e saem todos os moradores, prestadores de serviços e visitantes. É também por ali, motivado pela falta de estrutura técnica e organizacional, que entram as ameaças.

Para tornar a estrutura mais segura e melhorar portaria de condomínios, o profissional que nela atua deve ter controle de toda a extensão do condomínio – como o acesso as imagens captadas por um circuito fechado de TV (CFTV) e o painel de alarme instalado na propriedade. Isso é importante para que ele possa contribuir à ronda dos vigilantes, por exemplo. Dessa forma, o profissional atua como gestor local da segurança instalada. Também deve ser um local “aparentemente” seguro – de preferência blindado e com película nos vidros externos, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>